Educaderia ​© 2019 - Todos os direitos reservados

Pedagogia Criativa

Remoto e online como opção: sim!

 

Aquela vontade de cair na estrada, de ter mais liberdade no trabalho, de conhecer outros países ou aprender um idioma. São diversas as razões que levam cada vez mais pessoas a buscarem outro estilo de vida profissional: fora do escritório e alternativo àqueles horários padrões, de segunda à sexta, com dress code e outras formalidades. Mesmo que isso signifique um salário mais baixo ou uma vaga part-time, muitos estão dispostos a ir atrás desse ideal.

 

Alguns sonham em viver viajando, literalmente, enquanto outros querem “apenas” trabalhar remotamente, curtir uma temporada como freelancer para fugir da rotina ou se arriscar em um projeto de maneira independente. Seja através de uma startup, prestando serviços ou colaborando em projetos disponíveis em plataformas online, a ideia principal é liberdade e qualidade de vida.

 

Mas acontece que nem tudo nessa onda de nômades digitais é fácil como parece - e isso todo empreendedor já sabe ou deveria saber. O que muitas pessoas se esquecem é a quantidade de responsabilidades e de disciplina necessária para administrar esses jobs, projetos ou tarefas - além de ter que contar com uma entrada regular de dinheiro (sim, não ignore o fato de que as contas chegarão mensalmente), fuso horário, etc.

 

Claro, a tecnologia é nossa aliada e deixa tudo isso mais acessível, eliminando muitas barreiras. Mas, vale ressaltar, uma boa noção de administração financeira e marketing digital serão cruciais para oferecer seus serviços/produtos online e viabilizar esse projeto de vida on the road. Questão de planejamento, foco e alguns apps no celular, ready to go! Quase...

 

Trabalhar remotamente e online já fazia parte da minha rotina em algumas ocasiões, mas foi em Janeiro 2018, quando mudei para Medellín, Colômbia, para aprender espanhol e ter uma nova experiência, que passei a oferecer meus serviços e a conversar com os clientes 100% remoto (via WhatsApp, Skype, e-mails e mídias sociais).

 

Penso que meu perfil, organizado e responsável, tem sido útil nessa transição, como comentei acima, para administrar tudo o que acontece: projetos gráficos, aulas de inglês, treinos de corrida, família, etc. Olhando para trás e para o futuro, com certeza vale a pena. Acredito que esse é o caminho!

 

Gostaria que mais gestores tivessem a oportunidade de repensar suas políticas para alguns cargos, permitindo que funcionários e colaboradores tenham sempre liberdade e condições de serem produtivos, sem a necessidade de estarem confinados ao ambiente corporativo, estimulando-os com outras situações, culturas e lugares.

 

Sugestão de leitura: 21 Lições para o Século XXI, de Yuval Noah Harari (há vídeos no YouTube também). Mais informações: www.fernandofragoso.com.br

 

Please reload

Notícias

January 26, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Pesquise por tags