Educaderia ​© 2019 - Todos os direitos reservados

Pedagogia Criativa

Entrevista com Beto Moreno

20/04/2016

 

O que é estudo do meio e qual o impacto desse tipo de experiência na vida dos alunos?

 

Estudo do meio é uma atividade realizada fora da escola, onde os alunos têm a oportunidade de vivenciar temas estudados em sala de aula, ficando em contato direto com um ambiente qualquer, podendo ser uma propriedade rural, um museu, uma área urbana, etc.

 

No estudo do meio, os alunos buscam significado para temas aprendidos na escola e no seu dia a dia. Eles desenvolvem uma visão própria sobre aquilo que está sendo mostrado e vivenciado, relacionam o que estão vendo durante essa experiência com assuntos abordados em sala, facilitando o entendimento de temas muitas vezes complexos.

 

Além disso, o estudo do meio desenvolve no aluno a capacidade de obter e selecionar informações, oferece a possibilidade dele entrar em “mundos” até então desconhecidos, conhecer outros modos de vida e rever valores.

 

Como surgiu a Ivian? Fale sobre a missão e os diferenciais da empresa.

 

A Ivian surgiu quando eu trabalhava como monitor de recreação em viagens pedagógicas, hotéis e acampamentos. De tudo que eu fazia o que mais me encantava eram as viagens pedagógicas, mas acreditava que aquele trabalho ainda não era feito como deveria. Faltava carinho, paixão e organização nas pessoas que estavam no comando. Isso gerou em mim uma vontade de fazer aquilo do jeito que acreditava valer a pena: com qualidade, com excelência e verdade.

 

Em 2002 tive a oportunidade de organizar essas viagens de maneira informal, em parceria com o professor Beto Solbiati, infelizmente falecido, que vivia em Brotas e tinha uma agência de turismo na cidade de Torrinha (SP). A partir de 2004, a Ivian se tornou uma empresa estabelecida em Campinas e em 2007 já era líder do mercado na nossa região.

 

Nossa missão é oferecer às escolas e aos alunos experiências significativas, marcantes e com qualidade em todos os aspectos: segurança, nível dos profissionais envolvidos, conforto, material de apoio e outros detalhes que envolvem a realização de uma viagem de estudo do meio.

 

Temos projetos exclusivos, metodologia própria, além de cuidarmos de toda a logística da viagem. Reservas, rádio comunicador com os profissionais da equipe, kit de primeiros socorros, capa de chuva para os alunos, material didático, etc. Outro diferencial é que temos, dentro da agência, um departamento pedagógico que fica responsável em criar um link entre as necessidades dos professores do colégio, com nossos educadores que irão atuar em campo.

 

E, o mais importante disso tudo, é a capacitação de nossa equipe. Os monitores e educadores da Ivian passam por treinamentos constantes sobre temas como: linguagem, primeiros socorros, postura, procedimentos, entre outros. Além disso, há treinamentos presenciais em cada um dos roteiros. Nossos educadores passam a conhecer cada detalhe do que será apresentado aos alunos. Com isso, conseguimos oferecer às escolas, um serviço de excelência e podemos dar garantias de que os alunos receberão informações consistentes, além de serem conduzidos por profissionais realmente preparados.

 

Como é o processo de aprendizagem nas viagens pedagógicas?

 

A Ivian possui uma metodologia própria que chamamos de “Método Heureca”, ou seja, os alunos são agentes ativos durante o estudo do meio. Eles são motivados e levados a buscar informações e a vivenciar as experiências.

 

Nossos educadores são treinados para “provocar” os alunos, despertando seu senso critico, elevando seu nível de atenção e transformando-os em investigadores durante o estudo do meio. 

 

Como resultado dessa metodologia, temos alunos mais críticos, mais conscientes e mais experientes naqueles temas trabalhados no estudo do meio. O aprendizado é mais consistente, pois vem através de experiências significativas e inesquecíveis.

 

Existe muita demanda por esse tipo de serviço no Brasil?

 

Sim, a demanda é significativa. Atualmente, a Ivian trabalha com cerca de 70 escolas, 13 mil alunos e 250 viagens por ano. Desenvolvemos mais de cem roteiros com diversos temas e conteúdos pedagógicos, atendendo desde a educação infantil até o ensino médio.

 

Como podemos integrar a tecnologia ao estudo do meio?

 

Penso que o estudo do meio oferece aos alunos momentos de experiências em diversos ambientes e, muitas vezes, nesses ambientes os alunos precisam observar, ouvir e registrar aquela situação sem o uso da tecnologia. São momentos em que os alunos irão aprender vivenciando e precisam de todos os seus sentidos pra isso. Em alguns casos, a tecnologia passa a ser uma aliada no estudo do meio. Como nos museus, onde a visita é interativa, com o uso de computador, telas e jogos. 

 

Algumas tecnologias podem ser utilizadas pelo professor como recurso na preparação dos alunos para a atividade de estudo do meio e pelos próprios alunos, após a viagem, apresentando relatórios, projetos e trabalhos. Além disso, as mídias sociais e os sites de busca servem como ferramentas para os educadores estarem informados das novidades desse mercado e para pesquisas de alunos e professores.

 

Beto Moreno, Ivian Expedições Educacionais

 

E-mail: beto@ivian.com.br | Site: www.ivian.com.br

Please reload

Notícias

January 26, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Pesquise por tags